sábado, 10 de julho de 2010

Vou gritar!


Tudo começou quando meu coração bateu, um pedaço essencial, meu agora. Lembranças vinham na minha cabeça dizendo que algo estava errado. Pulando, dançando, cuspindo, olhando, pensando... parecia tudo tão controlado. Algo estava errado. Era como uma vida de mentira, um programa me controlando, uma vida que não me pertencia. Vou gritar, mas sei que não vai ser o bastante. Quero ver você aqui, pedindo por favor, me implorando perdão. Para de controlar minha vida, você não ve? Não sou seu robo. Para de dizer no que tenho que pensar, não aguento mais, você não consegue ver? Todo mundo tem um coração, consigo sentir o meu agora. Posso voar, agora vejo o que realmente sou, o que quero pra mim. Você me deu confiança agora posso fazer tudo que sempre quis. Não sou seu robo, sou apenas eu. Todo esse tempo, todas as historias eram mentiras, nada era real, minha mente estava tão controlada. Não consigo acreditar no que um dia você tentou me transformar. Seus sentimentos pareciam tão reais. Quero gritar! Quero você aqui, pedindo por favor, implorando perdão. Não sou seu robo. Para de tentar me controlar, não quero mais viver a sua vida, quero ter meus proprios sentimentos. Tudo é tao confuso! Minha cabeça doi. Você consegue ver o que me causou? Quero viver, viver sem nenhuma lembrança sua. Agora sinto, penso, faço, reajo, faço tudo por mim. Não preciso de você. Parece que agora você precisa de mim. Vou gritar! Quero você aqui, pedindo por favor, implorando perdão. Não sou seu robo. Não mais.

3 comentários:

angela disse...

Ao inves de gritar, que tal agir de acordo com você e deixar os outros de lado!
Voce não precisa seguir a regra deles!
Bjos

@marianeamaral_ disse...

ooi tudo bem ? te indiquei no meu blog pra fazer o
"jogo do 7 " *-*

http://diariodefasess.blogspot.com/2010/07/jogo-do-7.html

espero que goste, beijos :*

cami disse...

estou seguindo, *-* beijo.